Porto de Roterdã e TNT vítima de ataque mundial de hackers

Em 27 de junho de 2017, empresas internacionais apresentaram problemas de TI devido a um ataque de ransomware.

Na Holanda, a APM (a maior empresa de transferência de contêiner de Roterdã), a TNT e a fabricante de produtos farmacêuticos MSD relataram falhas no sistema de TI devido ao vírus chamado "Petya". O vírus de computador começou na Ucrânia, onde afetou bancos, empresas e a rede elétrica da Ucrânia e depois se espalhou por todo o mundo.

Segundo o diretor da empresa de segurança cibernética ESET Dave Maasland, o ransomware usado é semelhante ao vírus WannaCry. No entanto, ao contrário do seu antecessor, ele não altera os dados, mas exclui completamente as informações imediatamente.

O incidente confirma mais uma vez a necessidade de colaborar na segurança cibernética.

2017-06-27

Partilhar